Atendimento (51) 3403-1155 08h30 às 18h30
Livro Dendrometria e Inventário Florestal
  • Livro Dendrometria e Inventário Florestal

Livro Dendrometria e Inventário Florestal

Categoria: Silvicultura

Quantidade Disponivel: 0 Un

Produto Indisponível
Unidade: Un
Un

Por R$ 83,00

à vista R$ 78,85 economize 5% no Depósito Bancário

Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Dendrometria e Inventário Florestal, agora em sua segunda edição, atualizada, foi elaborado com o objetivo de fornecer aos estudantes de graduação e profissionais do setor florestal e de áreas afins um material de consulta com os procedimentos e métodos de cálculo mais usuais em mensuração e biometria florestal.

Além dos tópicos normalmente abordados nos trabalhos de Dendrometria e Inventário Florestal, esta obra contém um capítulo referente à quantificação de biomassa e carbono de árvores individuais – tema atual e que frequentemente não é considerado em livros desta área – e outro sobre inventário florestal para planos de manejo, no qual é desenvolvido um exemplo didático, com análise fitossociológica da estrutura horizontal.

 

Acabamento: Brochura

Ano: 2011

Autor: Carlos P. B. Soares, Francisco P. N. E Agostinho L. Souza

Edição: 2

Editora: UFV

ISBN: 978-85-7269-413-1

Páginas: 272

Parte I
DENDROMETRIA
CAPÍTULO 1 – Princípios e unidades de medida, 19
Preliminares, 19
Tipos de medidas, 19
Unidades de medida, 20
Erros de medição, 21
Exatidão e precisão de uma medida, 22
Algarismos significativos, 23
Critérios de arredondamento, 24
Símbolos, 25

CAPÍTULO 2 – Diâmetro, circunferência e área basal, 27
Definição e importância do DAP, 27
Medidas de diâmetro e circunferência à altura do peito, 29
Suta, 29
Fita diamétrica, 32
Desvio da seção do fuste da forma circular, 35
Erros devido a mudanças sazonais do diâmetro, 36
A casca, 37
Situações práticas de campo, 38
Distribuição diamétrica, 38
Estatísticas associadas ao diâmetro, 41
Média aritmética, 41
Média quadrática ou diâmetro médio (q), 42
Diâmetro equivalente (deq), 44
Exercícios, 44

CAPÍTULO 3 – Altura, 47
Definição de altura, 47
Estimação de alturas, 48
Problemas com a declividade do terreno, 54
Erros na estimação das alturas, 56
Exemplos, 58
Relação altura versus diâmetro, 59
Ajuste de uma equação hipsométrica, 61

CAPÍTULO 4 – Volumetria, 63
Preliminares, 63
Volumes em uma árvore, 63
Formas dos fustes, 65
Determinação do volume do fuste, 66
Estimação do volume do fuste, 71
Fator de forma, 71
Quociente de forma, 72
Modelos volumétricos, 72
Ajuste de equações volumétricas, 74
Equações para formações florestais de Minas Gerais e outros estados, 78
Taper e múltiplos volumes, 81
Modelos de taper, 82
Modelo de múltiplos volumes, 84
Exercício, 85

CAPÍTULO 5 – Volume de madeira empilhada, 91
Volume estéreo, 91
Fator de empilhamento (fe), 92
Exercícios, 96
CAPÍTULO 6 – Biomassa e carbono, 97
Definição de biomassa, 97
Quantificação da biomassa e carbono, 97
Método destrutivo, 97
Seleção das árvores-amostra, 98
Amostragem da parte aérea, 98
Amostragem do sistema radicular, 99
Determinação da biomassa, 101
Conversão da biomassa em carbono, 102
Método indireto, 103
Acúmulo de biomassa pelas florestas, 106

CAPÍTULO 7 – Princípio de Bitterlich, 113
O princípio de Bitterlich, 113
Instrumentos, 114
Determinação do fator de área basal (K), 115
Definição da relação: B/ha = n . K, 117
Definição do número de árvores e volume por hectare, 119
Árvores que apresentam DAPs iguais à abertura da barra de Bitterlich ou às larguras das faixas no relascópio, 119
Exemplo, 120

REFERÊNCIAS, 122

Parte II
INVENTÁRIO FLORESTAL
CAPÍTULO 1 – Inventário florestal, 129
Conceitos, 129
Planejamento do inventário florestal, 130
Tipos de inventário florestal, 132

CAPÍTULO 2 – Censo ou inventário 100%, 134
Preliminares, 134
Metodologias de inventário 100%, 135

CAPÍTULO 3 – Teoria de amostragem, 137
Conceitos básicos, 137
A estatística na teoria da amostragem, 140
Variância, desvio-padrão e coeficiente de variação, 140
Exemplo, 140
Erro-padrão e erro de amostragem, 143
Fator de correção para populações finitas, 146
Intervalo de Confiança (IC) e Estimativa Mínima Confiável (EMC), 147
Delineamento de amostragem, 148
Tipos, formas, tamanhos e alocação das unidades de amostra, 149
Tamanho da amostra, 153
Exemplo – Precisão requerida em termos absolutos, 155
Exemplo – Precisão requerida em porcentagem, 158
Exemplo – Alterando a precisão requerida, 158
Exemplo – Alterando o nível de probabilidade, 159
Transformando unidades, 160
Seleção e distribuição das unidades de amostra, 162


CAPÍTULO 4 – Amostragem casual simples, 163
Conceitos básicos, 163
Análise de uma amostragem casual simples, 165
Inventário-piloto, 166
Cálculo do tamanho da amostra, 166
Inventário definitivo, 168
Considerações sobre a precisão do inventário, 171

CAPÍTULO 5 – Amostragem casual estratificada, 175
Conceitos básicos, 175
Critérios de estratificação, 177
Estimadores populacionais da amostragem casual estratificada, 178
Estimação do tamanho da amostra e alocação das unidades
de amostra, 180
Tamanho da amostra, 181
Alocação das unidades de amostra, 183
Fixação proporcional, 183
Fixação ótima (método de Neyman), 184
Análise de uma amostragem estratificada, 184

CAPÍTULO 6 – Amostragem sistemática, 197
Conceitos básicos, 197
Amostragem sistemática em faixas, 198
Amostragem sistemática utilizando-se parcelas de área fixa, 199
O problema estatístico, 199
Exemplo, 200

CAPÍTULO 7 – Amostragem em multiestágios, 204
Conceitos básicos, 204
Estimadores da amostragem em dois estágios, 206
Exemplo, 209
CAPÍTULO 8 – Estimador de razão, 213
Conceitos básicos, 213
Exemplo, 214

CAPÍTULO 9 – Amostragem em ocasiões sucessivas, 217
Conceitos básicos, 217
Procedimentos de amostragem, 217
Amostragem com repetição total das unidades de amostra, 218
Exemplo 1, 220
Exemplo 2, 221
Amostragem sucessiva independente, 224
Exemplo, 225
Dupla amostragem, 226
Exemplo, 226
Amostragem com repetição parcial das unidades de amostra, 232
Exemplo, 232

CAPÍTULO 10 – Inventário por Bitterlich, 241
Preliminares, 241
Parcelas de área fixa versus parcelas de áreas variáveis, 242
O princípio de Bitterlich, 243
Exemplo, 245

CAPÍTULO 11 – Inventário florestal para planos de manejo, 250
Preliminares, 250
Exemplo, 252
Listagem de espécies, 257
Estatística da amostragem, 258
Análise estrutural da floresta, 261
Perfil, 261
Análise da estrutura horizontal, 261
Tabelas auxiliares, 264

REFERÊNCIAS, 269

APÊNDICE, 271

 
Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!