Atendimento (51) 3403-1155 08h30 às 18h30
Livro Gestão Financeira para Cooperativas: Enfoques Contábil e Gerencial
  • Livro Gestão Financeira para Cooperativas: Enfoques Contábil e Gerencial

Livro Gestão Financeira para Cooperativas: Enfoques Contábil e Gerencial

Categoria: Administração e Marketing Rural

ISBN: 978-85-224-9117-9

Quantidade Disponivel: 30 Un

Unidade: Un
Un

Por R$ 83,00

à vista R$ 78,85 economize 5% no Depósito Bancário

Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

A comunidade internacional poderia aprender com o movimento cooperativo, que equilibra a viabilidade econômica e a responsabilidade social.

Asha-Rosa Migiro
Vice-Secretária-Geral da ONU
O cooperativismo representa o desenvolvimento e a valorização de pessoas, prática da solidariedade e vivência cidadã.

Cleonice Pereira Pedrosa
Superintendente do OCB-Sescoop/PE
A diversidade e a robustez do modelo de negócio cooperativo são baseadas em princípios e valores. É por isso que as cooperativas foram resistentes durante a crise financeira mundial, empregando mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo e permitindo o desenvolvimento e o bem-estar das sociedades econômicas mais competitivas.

Dame Pauline Green
Presidente da ACI
O cooperativismo e o associativismo são as bases para o desenvolvimento autossustentável regional e do Brasil.

Gilberto Pinzetta
Diretor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão da Unoesc-Chapecó/SC
A cooperativa é uma associação de pessoas com objetivos em comum que formam um grupo coeso com sustentabilidade eterna, sendo administrada por processos eficientes e eficazes, onde todos são proprietários com poder de decisão democrática.

Dr. Lêdo José Pinto
Diretor Financeiro da Unimed/RS-VS e Conselheiro
Administrativo da Unicred/RS-VS
A obra é desenvolvida de forma dinâmica, estruturada numa sequência lógica que favorece o aprendizado geral e a pesquisa específica. Ela aborda os aspectos econômicos e financeiros, estabelecendo uma forte integração aos enfoques gerencial e contábil, promovendo conceitos, objetivos e características que culminam com a distribuição dos mesmos no processo de governança das sociedades cooperativas.

Adriano Trentin Fassini
Superintendente do Sistema OCB/SESCOOP – AM
As grandes corporações integram-se para conseguir escala e barganha, visando melhorar seus resultados econômico-financeiros. A obra é de extrema importância para o sucesso nas tomadas de decisão e nas avaliações de desempenho da cooperativa.

Tarcisio José Minetto
Superintendente da FECOAGRO – RS

Esta obra se caracteriza por ser didática, técnica e prática, sendo aplicável às cooperativas de produção, consumo, crédito habitacional, eletrificação rural e demais ramos envolvidos direta ou diretamente com os assuntos aqui tratados. O livro versa sobre temas pertinentes a Contabilidade, Custos, Finanças, Planejamento e Controladoria.

Seus capítulos destacam os fundamentos dos principais temas em termos econômicos, financeiros e patrimoniais; estruturas contábeis do Balanço Geral; métodos da análise gerencial; análise financeira; análise por diferença absoluta; análise econômica; índices de atividades; análise de crédito; fluxo de caixa; pontos de equilíbrio; e práticas de governança corporativa segundo o IBGC, adaptadas à cooperativa.

Ao final dos capítulos, há uma relação de exercícios teóricos e práticos para que o leitor faça sua autoavaliação.

Obra recomendada para diretores, gerentes, gestores, conselheiros, auditores, contadores e demais profissionais que atuam em Contabilidade, Custos, Finanças, Governança, Orçamento e Planejamento. Leitura básica para as disciplinas Gestão Financeira para Sociedades Cooperativas, Administração Financeira para Cooperativas, Contabilidade para Cooperativas, Governança Cooperativa, Controladoria e Orçamento para Sociedades Cooperativas dos cursos de Ciências Contábeis, Administração e Economia.

Acabamento: Brochura

Ano: 2014

Autor: José Eduardo Zdanowicz

Edição: 1

Editora: Atlas

ISBN: 978-85-224-9117-9

Páginas: 264

LISTA DE SIGLAS, 17
PREFÁCIO, 21
APRESENTAÇÃO, 23

1
INTRODUÇÃO, 25
1.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 25
1.2 FUNDAMENTOS TEÓRICOS, 27
1.2.1 Análise Econômica, 27
1.2.2 Análise Financeira, 28
1.2.3 Análise Patrimonial, 28
1.3 OBJETIVOS, 30
1.4 MÉTODOS DE ANÁLISE, 31
1.5 VANTAGENS, 31
1.6 CONCLUSÕES, 32
1.7 AUTOAVALIAÇÃO, 32

2
CONTABILIDADE E BALANÇO GERAL, 35
2.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 35
2.2 BALANÇO GERAL, 36
2.3 RELATÓRIOS, 36
2.4 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS, 37
2.4.1 Balanço Patrimonial, 37
2.4.2 Demonstração do Resultado do Exercício, 43
2.4.3 Demonstração do Fluxo de Caixa, 45
2.4.4 Demonstração de Sobras ou Perdas Acumuladas, 51
2.4.5 Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, 52
2.5 NOTAS EXPLICATIVAS, 54
2.6 PARECERES, 55
2.7 NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE, 56
2.8 CONCLUSÕES, 59
2.9 AUTOAVALIAÇÃO, 60

3
ANÁLISE GERENCIAL, 63
3.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 63
3.2 CONCEITOS, 64
3.3 OBJETIVOS, 64
3.4 CARACTERÍSTICAS, 65
3.5 PLANEJAMENTO E CONTROLE GERENCIAL, 66
3.6 MÉTODOS DE ANÁLISES, 67
3.7 CONDIÇÕES BÁSICAS, 68
3.8 ANÁLISE CONTÁBIL E GERENCIAL, 70
3.9 CONCLUSÕES, 71
3.10 AUTOAVALIAÇÃO, 71

4
ANÁLISE FINANCEIRA, 75
4.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 75
4.2 LIQUIDEZ, 76
4.3 SOLVÊNCIA, 76
4.4 CARACTERÍSTICAS, 77
4.5 ANÁLISE DE LIQUIDEZ, 77
4.6 ANÁLISE VERTICAL, 87
4.6.1 Considerações Iniciais, 87
4.6.2 Conceitos, 87
4.6.3 Objetivos, 88
4.6.4 Características, 89
4.6.5 Procedimentos, 89
4.6.6 Conclusões, 89
4.7 ANÁLISE HORIZONTAL, 90
4.7.1 Considerações Iniciais, 90
4.7.2 Conceitos, 90
4.7.3 Objetivos, 91
4.7.4 Características, 91
4.7.5 Procedimentos, 92
4.7.6 Conclusões, 92
4.8 COMPARAÇÃO ENTRE ÍNDICES INTERNOS E SETORIAIS, 93
4.9 CONCLUSÕES, 94
4.10 AUTOAVALIAÇÃO, 95

5
ANÁLISE POR DIFERENÇA ABSOLUTA, 101
5.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 101
5.2 CONCEITOS, 101
5.3 OBJETIVOS, 102
5.4 CARACTERÍSTICAS, 102
5.5 FORMAS DE APRESENTAÇÃO, 103
5.5.1 Forma Analítica, 103
5.5.2 Forma Gerencial, 104
5.5.3 Forma Periódica, 105
5.5.4 Forma de Variação do Capital de Giro, 106
5.6 VANTAGENS, 107
5.7 PROCEDIMENTOS RECOMENDADOS, 107
5.8 DETERMINAÇÃO DA NECESSIDADE DO CAPITAL DE GIRO, 108
5.9 CONCLUSÕES, 110
5.10 AUTOAVALIAÇÃO, 110

6
ANÁLISE ECONÔMICA, 115
6.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 115
6.2 CONCEITOS, 115
6.3 OBJETIVOS, 117
6.4 DRE GERENCIAL, 118
6.5 INDICADORES ECONÔMICOS, 119
6.5.1 Margem, 119
6.5.2 Rotação, 122
6.5.3 Taxa de Retorno sobre o Investimento, 123
6.6 ESTUDO DA TAXA DE RETORNO AMPLIADO, 126
6.7 SÍNTESE DA TAXA DE RETORNO SOBRE O INVESTIMENTO, 128
6.8 MÉTODOS PARA AUMENTAR A RENTABILIDADE, 129
6.9 CONCLUSÕES, 131
6.10 AUTOAVALIAÇÃO, 131

7
ANÁLISE DE ATIVIDADE, 135
7.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 135
7.2 ÍNDICES DE ATIVIDADE, 135
7.2.1 Índice de Rotação de Estoques, 136
7.2.2 Prazo Médio de Estoques, 137
7.2.3 Índice de Rotação dos Valores a Receber, 138
7.2.4 Prazo Médio de Recebimentos, 140
7.2.5 Índice de Rotação dos Valores a Pagar, 140
7.2.6 Prazo Médio de Pagamentos, 141
7.3 CICLO OPERACIONAL, 142
7.4 CAPITAL DE GIRO, 144
7.4.1 Considerações Iniciais, 144
7.4.2 Conceitos, 144
7.4.3 Administração do Capital de Giro, 145
7.4.4 Fórmulas de Cálculo, 145
7.4.5 Conclusões, 146
7.5 ANÁLISE DO OVERTRADING, 148
7.6 CONCLUSÕES, 149
7.7 AUTOAVALIAÇÃO, 150

8
ANÁLISE DE CRÉDITO, 153
8.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 153
8.2 CONCEITOS, 153
8.3 CARACTERÍSTICAS DA ANÁLISE DO CRÉDITO, 154
8.4 PROCESSOS DE ANÁLISE DE CRÉDITO, 154
8.5 CONSIDERAÇÕES FINAIS, 155
8.6 ANÁLISE DA COBRANÇA, 156
8.6.1 Considerações Iniciais, 156
8.6.2 Conceito de Cobrança, 157
8.6.3 Características da Cobrança, 157
8.6.4 Tipos de Cobrança, 158
8.6.5 Auditoria e Circularização da Cobrança, 158
8.6.6 Considerações Finais, 160
8.7 ROTAÇÃO DE COBRANÇA, 161
8.8 CONCLUSÕES, 163
8.9 AUTOAVALIAÇÃO, 163

9
FLUXO DE CAIXA, 167
9.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 167
9.2 CONCEITOS, 168
9.3 OBJETIVOS, 169
9.4 CARACTERÍSTICAS, 170
9.5 MODELOS DE PLANILHAS, 171
9.6 ELABORAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA, 174
9.7 VANTAGENS, 177
9.8 LIMITAÇÕES, 178
9.9 CONCLUSÕES, 178
9.10 AUTOAVALIAÇÃO, 179

10
PONTOS DE EQUILÍBRIO E FECHAMENTO, 185
10.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 185
10.2 CONCEITOS, 186
10.2.1 Ponto de Equilíbrio Contábil, 187
10.2.2 Ponto de Equilíbrio Econômico, 187
10.2.3 Ponto de Equilíbrio Financeiro, 188
10.3 OBJETIVOS, 189
10.4 CARACTERÍSTICAS, 190
10.5 ESTRUTURA DE CUSTOS, 190
10.5.1 Sistema de Custeio por Absorção, 192
10.5.2 Método de Custeio Variável, 192
10.6 REPRESENTAÇÃO GRÁFICA, 193
10.7 FÓRMULAS DE CÁLCULO, 195
10.7.1 Cálculo do Ponto de Equilíbrio, 195
10.7.2 Cálculo do Ponto de Fechamento, 196
10.7.3 Ponto de Equilíbrio para Vários Produtos, 196
10.8 DRE SIMPLIFICADO, 197
10.9 CONCLUSÕES, 197
10.10 AUTOAVALIAÇÃO, 198

11
GOVERNANÇA COOPERATIVA, 203
11.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS, 203
11.2 CONCEITOS, 204
11.3 OBJETIVOS, 205
11.4 MELHORES PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA, 206
11.5 ACORDO DE BASILEIA, 207
11. 6 LEI SARBANES-OXLEY, 208
11.7 CONCLUSÕES, 210
11.8 AUTOAVALIAÇÃO, 211

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, 215

GLOSSÁRIO, 217

ÍNDICE REMISSIVO, 225

ANEXO 1
LEI Nº 11.638/07, 227

ANEXO 2
RESOLUÇÃO CFC Nº 1.298/10, 233

ANEXO 3
NORMAS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE, 236
IASB, 241

ANEXO 4
CONTABILIDADE ELETRÔNICA, 242

ANEXO 5
CÓDIGO DAS MELHORES PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA, 245

Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!