Atendimento (51) 3403-1155 08h30 às 18h30
Livro CONTABILIDADE RURAL: Contabilidade Agrícola, Contabilidade da Pecuária e Imposto de Renda - Pessoa Jurídica
  • Livro CONTABILIDADE RURAL: Contabilidade Agrícola, Contabilidade da Pecuária e Imposto de Renda - Pessoa Jurídica

Livro CONTABILIDADE RURAL: Contabilidade Agrícola, Contabilidade da Pecuária e Imposto de Renda - Pessoa Jurídica

Categoria: Administração e Marketing Rural

ISBN: 978-85-224-8761-5

Quantidade Disponivel: 23 Un

Unidade: Un
Un

Por R$ 129,00

à vista R$ 122,55 economize 5% no Depósito Bancário

Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Este texto, utilizando-se de uma abordagem atual, prática e objetiva, vem preencher uma lacuna na bibliografia de Contabilidade Rural, no Brasil, e atender à necessidade de um texto com conteúdo programático adequado ao ensino e à prática profissional. Em primeiro lugar, trata da Contabilidade Agrícola, onde são destacadas as diferenças básicas na contabilização das culturas temporárias e permanentes, bem como é analisado o tratamento contábil que deve ser dado ao desmatamento e preparo do solo para o cultivo. Um dos pontos altos aqui abordados é o tratamento da depreciação na agropecuária. Além disso, o Autor introduz um plano de contas para empresas agrícolas e faz comentários sobre o funcionamento das principais contas. Em segundo lugar, discorre sobre a Contabilidade de Pecuária e trata pormenorizadamente do método de custo, do custo na pecuária, bem como do método do valor de mercado. Em terceiro lugar, trata do Imposto de Renda aplicado à atividade rural. Em resumo, o conteúdo deste livro é o seguinte:

- conceitos básicos da atividade rural: agrícola, zootécnica e agroindustrial;

- ano agrícola X exercício social; forma jurídica de exploração na agropecuária;

- fluxo contábil na atividade agrícola: culturas temporárias, permanentes, correção monetária;

- novos projetos agropecuários e gastos com melhorias;

- depreciação na agropecuária; casos de exaustão e amortização;

- planificação contábil e operacionalização do plano de contas; inventário periódico e permanente; sistema auxiliar de contas;

- contabilidade da pecuária; classificação do gado no balanço patrimonial;

- métodos do custo X método a valor de mercado;

- Imposto de Renda - pessoa jurídica.

Livro-texto para a disciplina CONTABILIDADE RURAL/CONTABILIDADE AGROPECUÁRIA/CONTABILIDADE AGRÍCOLA do curso de graduação em Ciências Contábeis. Pela atualidade dos assuntos tratados, é recomendado como manual de consulta para contadores, envolvidos na contabilização e preparação da documentação para o Imposto de Renda, e outros profissionais que exercem atividades agropecuárias.

Acabamento: Brochura

Ano: 2014

Autor: José Carlos Marion

Edição: 14

Editora: Atlas

ISBN: 978-85-224-8761-5

Páginas: 296

Prefácio à décima terceira edição, xv

Prefácio à primeira edição, xvii

1 Atividade rural – conceitos básicos, 1
1 Empresas rurais, 2
1.1 Atividade agrícola, 2
1.2 Atividade zootécnica (criação de animais), 2
1.3 Atividade agroindustrial, 3
2 Contabilidade rural, 3
3 Ano Agrícola × Exercício Social, 4
3.1 Regra geral, 4
3.2 Atividade agrícola, 4
3.3 Produtos agrícolas com colheitas em períodos diferentes, 5
3.4 Atividade pecuária, 6
3.5 Exercício social e imposto de renda, 6
4 Forma jurídica de exploração na agropecuária, 7
4.1 Pessoa física × pessoa jurídica, 7
4.2 Atividade rural no Código Civil, 7
4.3 Associação na exploração da atividade agropecuária (aspectos econômicos e não jurídicos), 8
4.3.1 Investidor agropecuário com a propriedade da terra, 9
4.3.2 Parceria, 9
4.3.3 Arrendamento, 9
4.3.4 Comodato, 9
4.3.5 Condomínio, 10
4.4 Ativos biológicos e produto agrícola, 10
4.4.1 Normas contábeis, 10
4.4.2 Objetivo, 10
4.4.3 Alcance, 10
4.4.4 Algumas definições no CPC 29, 11
4.4.5 Exemplos de ativos biológicos no CPC 29, 11
4.4.6 Mensuração do ativo biológico conforme o CPC 29, 12
Testes, 12
Exercícios, 14

2 Fluxo contábil na atividade agrícola, 16
1 Culturas temporárias, 17
1.1 Custo × despesa, 17
1.2 Colheita, 17
1.3 Custo de armazenamento, 18
2 Culturas permanentes, 18
2.1 Colheita ou produção (da cultura permanente), 20
3 Alguns comentários sobre cultura permanente, 22
3.1 Custos indiretos, 22
3.2 Início da depreciação, 24
3.3 Perdas extraordinárias (involuntárias), 24
3.4 Aumento da vida útil, 24
3.5 Contabilização das despesas financeiras, 24
3.6 Classificação dos encargos financeiros, 25
3.7 Divulgação adicional para ativo biológico cujo valor justo não pode ser mensurado de forma confiável (conforme o CPC 29), 26
Testes, 27
Exercícios, 29

3 Ativos biológicos, 33
1 Introdução, 33
2 Métodos de avaliação do ativo, 33
3 Cultura temporária considerando o valor justo, 34
3.1 Exemplo estimando valor justo dos ativos biológicos de uma cultura temporária quando há mercado ativo, 38
4 Culturas permanentes a valor justo, 40
4.1 Culturas permanentes e outros ativos de longo prazo de maturação, 41
4.1.1 Fluxo de caixa descontado, 41
4.1.2 Exemplo de fluxo de caixa, 42
4.1.3 Contabilização do ativo biológico, 44
4.1.4 Aspectos tributários, 44
4.2 Estimando valor justo dos ativos biológicos de uma cultura permanente quando não há mercado ativo, 46
Testes, 49
Exercícios, 51

4 Depreciação na agropecuária, 55
1 Conceitos conforme a teoria da contabilidade, 56
2 Entendimento fiscal (na agropecuária), 56
3 Casos de depreciação, 57
3.1 Cultura agrícola (Ativos Biológicos), 57
3.2 Implementos agrícolas (tratores, máquinas...), 58
3.2.1 Mão de obra não produtiva, 60
3.3 Pecuária (Ativos Biológicos), 61
4 Casos de exaustão, 62
4.1 Florestas e espécies vegetais de menor porte (Ativos Biológicos), 62
4.2 Cana-de-açúcar (Ativo Biológico), 63
4.3 Pastagens, 64
5 Amortização, 66
6 Taxas de depreciação, 66
6.1 Recuperação do Ativo (Impairment Test), 69
Testes, 70
Exercícios, 71

5 Planificação contábil na atividade agrícola, 74
1 Objetivos, 75
2 Resumo dos principais itens que compõem o balanço patrimonial e a demonstração do resultado do exercício de uma empresa industrial, 76
3 Adequação de alguns itens para empresas agrícolas, 77
3.1 Estoques, 77
3.2 Imobilizado, 79
4 Operacionalização do plano de contas, 80
4.1 Apuração do custo – inventário periódico, 81
4.2 Apuração do custo – inventário permanente, 85
5 Sistema Auxiliar de Contas, 86
Testes, 89
Exercícios, 91

6 Contabilidade da pecuária – introdução, 93
1 Introdução, 94
2 Tipos de atividade pecuária, 94
3 Classificação do gado no balanço patrimonial, 95
3.1 Gado bovino, 95
3.2 Classificação segundo o Fisco, 95
3.3 Classificação do gado para corte e para reprodução (Ativos Biológicos), 96
4 Curto e longo prazos na pecuária, 96
5 Plano de contas, 97
5.1 Balanço patrimonial, 97
5.2 Demonstração do resultado do exercício, 100
6 Sistema auxiliar de conta, 100
6.1 Custo de produção, 101
6.2 Outros gastos – fazenda, 101
7 Variação patrimonial líquida (Ajustes a Valor Justo), 102
7.1 Nas empresas em geral, 102
7.2 Na pecuária, 103
7.3 Variação patrimonial líquida, 103
7.4 Superveniências ativas × insubsistências ativas, 103
8 Método de custo × método a valor de mercado (valor justo), 104
8.1 Método de custo, 104
8.2 Método a valor de mercado, 105
9 Nascimento do bezerro, 107
9.1 Método do valor de mercado, 107
9.2 Métodos de custo, 108
Testes, 109
Exercícios, 110

7 Contabilidade da pecuária – contabilização pelo método de custo, 113
1 Conceito, 114
2 Técnica para utilização do custo histórico na pecuária (Ativos Biológicos), 114
3 Dados para o exemplo (custo histórico), 115
3.1 Durante o ano X1, 116
3.2 Durante o ano X2, 118
3.3 Durante o ano X3, 121
3.4 Durante o ano X4, 124
3.5 Apuração do resultado bruto, 129
Testes, 130
Exercícios, 131

8 Custos na pecuária, 137
1 Críticas ao custo histórico utilizado na pecuária, 138
2 Exceções ao custo histórico aceitas, 139
3 Uma proposição de contabilidade na pecuária, 139
4 Uma proposição de contabilidade de custos na pecuária, 141
4.1 Necessidade de custo, 141
4.2 Custos extracontábeis, 141
4.3 Custos extracontábeis com correção monetária dos estoques, 141
4.4 Exemplo de custo corrigido, 142
Testes, 147
Exercícios, 149

9 Contabilidade da pecuária – método de avaliação pelo preço de mercado (valor justo), 152
1 Princípio da realização da receita e da confrontação da despesa, 153
1.1 Receita realizada antes da venda, 153
2 Reconhecimento da receita na pecuária, 154
2.1 Ciclo operacional, 154
2.2 Crescimento natural, 155
2.3 Avaliação de mercado objetiva e estável, 155
2.4 Avaliação do bezerro, 156
3 Reconhecimento da receita na pecuária e repercussão na distribuição de dividendos e no imposto de renda, 156
3.1 Dividendos, 157
3.2 Imposto de renda, 157
4 Momento da avaliação, 158
4.1 Nascimentos planejados, 158
4.2 Avaliação na mudança de categoria (anual), 158
4.3 Avaliação na mudança de categoria (semestral), 159
4.4 Avaliação na mudança de categoria e no encerramento do balanço, 159
4.5 Avaliação no encerramento do balanço, 159
5 Confrontação da despesa, 160
5.1 Provisionamento das despesas de distribuição, 160
6 Exemplo de contabilidade na pecuária através do estoque avaliado a preço de mercado, 160
6.1 Ano X1, 161
6.2 Ano X2, 161
6.3 Ano X3, 163
7 Exemplo de Contabilização de Ativos Biológicos conforme o CPC 29, 165
7.1 Exemplo 1, 165
7.2 Exemplo 2 – Mudança física e mudança de preço, 168
Testes, 169
Exercícios, 171

10 Cálculo do custo do bezerro, 174
1 Introdução, 175
2 Custo médio do rebanho, 176
3 Custo médio dos reprodutores, 178
4 Custo específico, 180
5 Custo corrigido considerando os bezerros a nascer, 181
Testes, 185
Exercícios, 187

11 Imposto de renda – agropecuária, 189
1 Microempresas e empresas de pequeno porte, 190
2 Pessoa jurídica – imposto de renda da agropecuária, 191
2.1 Incentivos fiscais, 192
2.2 Resultado operacional, 194
2.3 Determinação do lucro real da pessoa jurídica que explora atividade rural, 195
2.3.1 Compensação de prejuízos fiscais, 198
2.3.1.1 Pessoa jurídica com atividade exclusivamente rural, 198
2.3.1.2 Pessoa jurídica que explorar outras atividades além da rural, 198
2.4 Lucros presumido e arbitrado, 200
2.5 Outros tributos, 200
3 Pessoa Física, 201
3.1 Quem se beneficia, 201
3.2 Como calcular o resultado na exploração rural, 201
3.3 Tributação simplificada e parceria, 203
3.4 Prejuízos, 204
3.5 Outras considerações, 204
4 Avaliação de estoques, 204
5 Despesas/custos com culturas agrícolas, 206
5.1 Culturas temporárias, 206
5.2 Culturas permanentes, 206
Testes, 206
Exercícios, 210

12 O fluxo de caixa no setor rural, 213
1 Contabilidade à base do caixa (método de caixa) nos EUA, 214
1.1 Regime de competência versus caixa, 215
2 Demonstração dos fluxos de caixa e sua importância na agropecuária quando integrada com o fluxo econômico, 216
3 Estrutura da demonstração dos fluxos de caixa, 216
3.1 Método direto, 217
3.2 Método indireto, 218
4 Análise do fluxo de caixa em negócios rurais, 220
4.1 Um exemplo de análise da parte operacional da demonstração dos fluxos de caixa, 222
Referências bibliográficas, 224
Testes, 224
Exercícios, 226

Apêndice

Plano de Contas Completo para uma Empresa Agropecuária, 228
1 Apresentação e objetivos do sistema, 228
1.1 Relatórios, 228
1.2 Estoques, 229
1.3 Abrangência do plano de contas, 229
1.4 Não abrangência do plano de contas, 229
1.5 Flexibilidade do plano de contas, 230
1.6 Fins gerenciais e indicadores financeiros, 232
1.7 Avaliação dos estoques, 232
1.8 Apuração de custos, 233
1.9 Fazenda × Escritório, 233
2 Plano de contas, 234

Bibliografia, 273

Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!